Untitled
esquerda


Leia a Última Edição!

II Série Volume 34 Número 10
Outubro 2021

E-ALERT:

menu esquerda
 
   
 
 
 
 


  1- Factores de recorrência das lesões intraepiteliais do colo do útero.

2- Duodenoscopia e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (cpre) no diagnóstico da patologia biliar e pancreática. Experiência dos primeiros 150 exames.

3- Mefedrona, a Nova Droga de Abuso: Farmacocinética, Farmacodinâmica e Implicações Clínicas e Forenses

4- História natural da dilatação pielocalicial pré-natal.

5- Drogas antidepressivas.

6- Erisipela.

7- Abordagem terapêutica das úlceras de pressão--intervenções baseadas na evidência.

8- Traumatismo Crânio-Encefálico: Abordagem Integrada

9- Ulceras genitais causadas por infecções sexualmente transmissíveis: actualização do diagnóstico e terapêuticas, e a sua importância na pandemia do VIH.

10- Abordagem actual da gota.

11- Vasculite livedóide.

12- Cisto de Tarlov: definição, etiopatogenia, propedêutica e linhas de tratamento.

13- Tratamento antibiótico da cistite não complicada em mulheres não grávidas até à menopausa.

14- Urolitíase e cólica renal. Perspectiva terapêutica em Urologia.

15- Inversão uterina.

16- Hipoplasias cerebelosas.

17- Hipoplasias cerebelosas.

18- Pneumonia Necrotizante – Uma Complicação Rara

19- Princípios básicos em cirurgia: fios de sutura.

20- Osteopatia estriada com esclerose craniana.

 
   

Porque é que a Formação em Cuidados Paliativos no Internato de Medicina Geral e Familiar em Portugal Não é Obrigatória?



The Portuguese Family Medicine residency program lasts four years and consists in a number of both mandatory and elective internships, of variable duration. The elective training periods can be decided by residents with the agreement of both the respective trainers and residency bodies, after taking in consideration its relevance and feasibility. Residency training bodies also organize some in-house short courses on specific topics.
One important characteristic of the discipline of Family Medicine is longitudinal care of patients throughout their lives. Because of the ageing population and their increased complexity, it is expected that family physicians will increasingly provide palliative measures to their patients.2 Therefore, we consider that palliative care training is essential for the resident’s growth as a family physician. Even though the current training program is already trying to raise awareness of training in palliative care, there is still no mandatory training during residency.

Leia aqui o artigo completo (apenas em inglês).