Untitled
esquerda


Leia a Última Edição!

II Serie Volume 33 Number 3
March 2020

E-ALERT:

menu esquerda
 
   
 
 
 
 


  1- Factors of recurrence of intraepithelial lesions of the uterine cervix.

2- Duodenoscopy and endoscopic retrograde cholangiopancreatography (ERCP) in the diagnosis of biliary and pancreatic pathology.

3- Mephedrone (?Meow Meow?), The New Designer Drug of Abuse: Pharmacokinetics, Pharmacodynimics and Clinical and Forensic Issues

4- Natural history of fetal pyelocaliectasia.

5- Antidepressant drugs.

6- Pressure ulcer management--Evidence-based interventions.

7- Erysipelas.

8- Traumatic Brain Injury: Integrated Approach

9- Genital ulcers caused by sexually transmitted diseases: current therapies, diagnosis and their relevance in HIV pandemy.

10- Current management of gout.

11- Livedo vasculitis.

12- Tarlov's cyst: definition, etiopathogenesis, propaedeutic and treatment.

13- Antibiotic treatment of uncomplicated cystitis in non-pregnant women up to menopause.

14- Urolithiasis and renal colic. Therapeutic approach in urology.

15- Uterine inversion.

16- Surgical basic skills: surgical sutures.

17- Rhabdomyolysis.

18- Spondylodiscitis: which etiology?.

19- Spondylodiscitis: which etiology?.

20- Shoulder dystocia: an obstetrical emergency.

 
   

From Tuberculosis to COVID-19: Legal and Constitutional Framework Regarding Compulsory Isolation/Treatment due to Contagious Diseases in Portugal



No início da epidemia pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 (COVID-19) foi reaberta a discussão sobre a possibilidade do ordenamento jurídico português permitir medidas de restrição da liberdade para proteger outro bem constitucionalmente protegido: a saúde.
O artigo 29.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 10 de Dezembro de 19481 refere que o indivíduo tem deveres para com a comunidade e que ninguém está sujeito senão às limitações estabelecidas pela lei com vista exclusivamente a promover o reconhecimento e o respeito dos direitos e liberdades dos outros (…)” e o artigo 16.º da Constituição da República Portuguesa (CRP)2 prevê que os preceitos constitucionais e legais relativos aos direitos fundamentais devem ser interpretados e integrados em harmonia com essa declaração.

Read the whole article here (Portuguese only).